A utilização da música como recurso didático no ensino da língua portuguesa

A música é uma importante manifestação cultural humana. Por meio dos timbres e ritmos, ela produz no cérebro uma série de estímulos que provocam alterações no humor e estimulam a memória. Por isso, a música é uma importante ferramenta de transmissão de conhecimentos pela oralidade.

Deste modo, a música tem muito potencial em sala de aula. Sua utilização pode se configurar como uma ferramenta de aprendizagem tão versátil que pode atender a qualquer disciplina. Neste contexto, a música também pode ser empregada como um importante recurso didático no ensino da língua portuguesa.

Para compreender como se dá o processo do uso da música para as aulas de português, continue a leitura deste artigo!

Ludicidade para vencer a complexidade

A língua portuguesa é repleta de complexidades. A gramática do idioma conta com muitas regras e muitas exceções. Além disso, as regras de sintaxe e morfologia constituem-se como um desafio extra na aprendizagem da língua portuguesa formal.

Toda esta sofisticação pode provocar bastante ansiedade nos estudantes. É graças ao nível de complexidade da gramática que o português é tido, por muitos alunos, como uma das matérias mais difíceis, desmotivando o estudo.

Além disso, a complexidade da disciplina pode parecer prolixa para o nível dos estudantes. Muitos não têm ainda a maturidade para compreender a função das regras, que parecem excessivas e desnecessárias, provocando ainda mais desinteresse acerca do assunto.

Neste contexto, a música opera como uma importante ferramenta para a descontração dos alunos no ensino da matéria. Por meio da utilização de ritmos, paródias e estruturas diferentes, a música atende a alunos de todos os níveis, proporcionando uma forma de aprendizado leve e divertida.

Memorização das regras

Em alguns estágios da aprendizagem, a memorização é um recurso necessário. Contudo, diante da grande variedade e complexidade das normas e dos casos previstos na nossa gramática, a tarefa de recordar de todos pode parecer impossível.

Neste contexto, a música configura-se como um importante instrumento para a memorização. Isto ocorre porque, como demonstrado em estudos, o cérebro humano tem mais facilidade de recordar de conteúdos constituídos por rimas.

Assim, a música oferece um meio de acesso rápido às informações arquivadas no hipocampo e no córtex frontal, locais onde são armazenadas as memórias. Desta forma, as rimas e os ritmos facilitam a recordação das palavras exatas que constituem uma regra.

Por isso, o uso da música no ensino da língua portuguesa confere mais confiança aos alunos. Ela funciona como uma ferramenta para armazenar e acessar informações com maior eficiência, motivando os alunos a focar na aprendizagem.

Dinamização do conteúdo programático

A compreensão da sintaxe e das normas gramaticais se dá por meio do acúmulo de conhecimentos. Ou seja, para que um conteúdo seja compreendido com eficiência, é indispensável dominar a etapa anterior, e assim por diante.

Por isso, ao utilizar as músicas como ferramenta lúdica e de auxílio à memorização, é possível dinamizar a passagem pelo conteúdo programático. Dessa maneira, os alunos conseguem obter um desempenho mais constante ao longo de todo o ano letivo, com menos quedas de desempenho, propiciando maior agilidade e aprofundamento nos conteúdos previstos.

Se você gostou deste post:

– siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

– Conheça o trabalho da Sociedade Artística Brasileira (SABRA) e todas as iniciativas culturais e sociais que ela mantém. Acesse nosso site!

– entre em contato com a gente. E veja quais são as opções de ajuda na manutenção de nossas ações sociais e culturais. Basta acessar nossa página Doe Agora!

– Compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!