Desde que a humanidade surgiu, nasceu com ela a necessidade de se expressar. É uma das buscas mais básicas de qualquer indivíduo desde sempre: procurar uma forma de se expressar e de se conectar com outras pessoas. Então, a combinação de tantas pessoas e culturas que buscam se conectar e todo o tempo que foi e é gasto para essa atividade resulta em diversos tipos de arte. Quais são elas?

As primeiras artes

Existem diversas formas de arte que brigam pelo posto de “a primeira”.

A pintura é um dos primeiros tipos de arte reconhecidos. Desde os tempos das cavernas, os homens usavam pedras e paus para pintar as paredes e transmitir certas informações. Já foram encontrados diversos exemplos de que essa forma de comunicação era bem comum entre as civilizações primordiais.

Conforme os anos foram passando, as pinturas e as obras de arte plástica ficaram cada vez mais sofisticadas. Surgiram esculturas e até mesmo as fotografias podem ser incluídas nesse aspecto.

Mas existem outras formas de arte que também poderiam estar presentes desde os primórdios da humanidade. A música e a dança são formas de arte que podem andar em conjunto, e uma enaltece a outra. Cada cultura humana, não importa quão isolada esteja, tem uma composição musical ou algum ritual que envolve uma dança. Quem há de dizer que isso não acontecia com os homens das cavernas?

Imitar o som de um animal não é uma espécie bem rudimentar de música? Ou usar os movimentos para transmitir uma mensagem não é uma espécie de dança?

Seja de qualquer forma, essas três artes compõem os pilares que permeiam toda a história da humanidade.

Os mais sofisticados

O surgimento da escrita, por volta de 4.000 A.C., foi uma mudança colossal. Ela permitiu uma disseminação de conhecimento que proporcionou grandes avanços para a civilização. Ela trouxe também uma nova forma de arte. Quem sabe se expressar através das palavras pode causar reações e emoções em qualquer pessoa.

Existe ainda o desenvolvimento natural das primeiras artes em formas mais sofisticadas. Na música, por exemplo, foram surgindo novos instrumentos e novas formas de escrever e compartilhar as produções através da teoria musical.

A sofisticação trouxe o nascimento de novas artes, como o teatro, que evoluiu para o cinema e para a própria televisão. A escrita também evoluiu para histórias em quadrinhos, que são capazes de contar histórias bem emocionantes e combinam a escrita com a pintura.

As esculturas também são uma evolução da pintura e ficaram cada vez mais sofisticadas conforme a sociedade evoluiu, e foram sendo descobertas novas técnicas e novos materiais.

Atualmente, qualquer coisa pode ser uma escultura ou uma pintura. A arte se resume à expressão, e a extrapolação desse conceito também é uma arte.

As artes mais modernas

No mundo moderno, o conceito de arte é ainda mais abrangente. A arte digital, por exemplo, permite o uso da tecnologia para alcançar resultados incríveis e extremamente belos, que seriam outrora praticamente impossíveis.

Os jogos digitais também são obras de arte interativas, já que transmitem histórias e causam respostas e sensações em quem os consomem.

Por fim, para quem tem a mente mais aberta, até mesmo os memes podem ser pensados como um tipo de arte. Esse conceito, que dominou a internet, é o uso de imagens ou o quer que seja para se conectar com outras pessoas e transmitir uma ideia ou um conceito. É, assim como todos os outros, uma forma de expressão.

Se você gostou deste post:

– siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

– Conheça o trabalho da Sociedade Artística Brasileira (SABRA) e todas as iniciativas culturais e sociais que ela mantém. Acesse nosso site!

– entre em contato com a gente. E veja quais são as opções de ajuda na manutenção de nossas ações sociais e culturais. Basta acessar nossa página Doe Agora!

– Compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!