Como as políticas sociais podem ajudar no combate à desigualdade?

A desigualdade social é um problema presente na estrutura brasileira desde a era colonial e é ainda um dos maiores desafios da atualidade. Além de ser um fenômeno complexo e multifacetado, a desigualdade não se resume apenas à distribuição de renda, mas deve ser compreendida também como uma condição de exclusão de direitos básicos e de comodidade.

A principal forma de combate à desigualdade social é por meio da elaboração de políticas sociais eficientes e mesmo com tantos desafios, diversos programas sociais, projetos da iniciativa privada e de órgãos não governamentais têm adquirido cada vez mais importância na luta pela igualdade de direitos.

O papel das políticas sociais é, portanto, assegurar condições mínimas de existência, elaborando projetos que garantam a proteção social, diminuindo a pobreza e a miséria, com o intuito de acabar com as desigualdades sociais. Mas, como as políticas sociais podem ajudar no combate à desigualdade na prática?

Um relatório feito pela OCDE (Organização para o Desenvolvimento Econômico) aponta os 4 caminhos a serem tomados para combater a desigualdade social e estimular o crescimento econômico ao mesmo tempo. Confira quais são:

1-Políticas sociais com base na Educação

Dados apresentados no relatório da OCDE concluem que 40% das famílias em situação de vulnerabilidade financeira dedicam menos tempo e aproveitam menos a educação.

Com isso, a mobilidade social e o desenvolvimento das habilidades das crianças são áreas diretamente prejudicadas. Em resumo, a desigualdade de renda dos pais resulta em menores chances para suas crianças.

Segundo o documento da OCDE, oferecer uma educação universal e de qualidade desde a primeira infância é um grande passo para acabar com a desigualdade excessiva.

2-Aumento da força de trabalho feminina

A força de trabalho feminina foi uma das principais responsáveis por segurar o aumento da desigualdade social nos últimos anos de acordo com o documento divulgado pela OCDE. Por esse motivo, o órgão acredita que o aumento dessa força é mais uma das alternativas indispensáveis no combate às mazelas.

3-Criação mais postos de trabalho e aumento da qualidade deles

Mesmo com as taxas de desemprego menores, foi possível observar um aumento da desigualdade. Isso ocorre por conta da valorização de alguns postos de trabalho e precarização de outros. Ou seja, mesmo empregados, os responsáveis não conseguem ter acesso e nem oferecer condições básicas aos seus dependentes.

Para a OCDE, criar novas oportunidades é tão importante quanto melhorar as condições de trabalho existentes. Com emprego mais bem remunerado, as famílias terão maior acesso às políticas igualitárias, educação, saúde e lazer.

4-Elaboração de planos de políticas fiscais

Em apontamento feito pelo Banco Mundial, recentemente, o imposto de renda e os programas de transferência de renda aparecem como medidas eficazes no combate à desigualdade e diminuição da pobreza.

Segundo o órgão, é necessário que se faça uma reforma tributária a fim de garantir uma cobrança de impostos mais justa, principalmente para os mais pobres, considerando que estes pagam mais impostos do que recebem dos programas sociais de transferência de renda.

Conclusão

Os 4 caminhos apresentados pela OCDE conseguem definir como as políticas sociais podem ajudar no combate à desigualdade. No entanto, ainda estamos claramente longe de alcançar os ideais almejados.

Os três últimos passos são extremamente importantes, mas podemos perceber que há certamente um clamor universal por maiores investimentos na educação. Além de ensino de qualidade, também é preciso conscientizar a população sobre a importância das atividades extracurriculares como parte do processo da formação educacional de crianças e jovens.

A música, a arte e o esporte são capazes de quebrar as barreiras da desigualdade e o acesso às atividades precisa ser ampliado. Somente as políticas sociais que entendem a educação como a base para todas as demais medidas citadas pela OCDE serão capazes de ajudar no combate à desigualdade.

Saiba como estamos combatendo à desigualdade por meio de iniciativas voltadas para o público infanto-juvenil. Venha conhecer nosso trabalho!

Se você gostou deste post:

– siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

– Conheça o trabalho da Sociedade Artística Brasileira (SABRA) e todas as iniciativas culturais e sociais que ela mantém. Acesse nosso site!

– entre em contato com a gente. E veja quais são as opções de ajuda na manutenção de nossas ações sociais e culturais. Basta acessar nossa página Doe Agora!

– Compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!