Música e alfabetização: Como os dois se relacionam?

Engana-se quem pensa que a educação se limita somente aos assuntos que são discutidos em sala de aula. O processo de formação educacional vai bem mais além do que isso e está presente, por exemplo, em elementos como o cinema, música, televisão, revista, entre outros.

Existem, se observar bem, várias formas de se aprender e uma delas com certeza se dá através da música. Veja, a seguir, como a música e a alfabetização se relacionam!

Educação

Vários pensadores tanto desta como de outras épocas entendem a educação/alfabetização como um processo pelo qual uma pessoa se prepara para exercer a sua cidadania de forma plena, isto é, dentro dos padrões esperados.

Ela passa por todo um processo educacional que envolve a aprendizagem de matérias como português, matemática, história, geografia, ciências sociais, literatura, física, química, biologia e tantas outras necessárias para a sua formação completa.

Inclusive, existem escolas que oferecem uma formação extra, disponibilizando cursos como música, dança, teatro, esporte etc.

Passam a ensinar a teoria da música, que não é nada nova do ponto de vista histórico, assim como também técnicas para que o aluno saiba manipular equipamentos musicais, como violão, piano e guitarra, por exemplo. Algumas também até ensinam o canto, desenvolvendo com isso talentos que ganham o mundo.

Música e educação

Como vimos, existe uma estreita relação entre educação e música, que se dá tanto através do ensinamento da teoria, como da prática. Temos ainda uma outra forma: análise das letras das músicas, que pode assumir perspectivas diferentes a depender do tipo de aula ministrada.

É preciso entender que as letras não são despidas de significados. Elas, assim como o cinema e os livros, são desenvolvidas no tempo e no espaço. O processo para desenvolvê-las é complexo, envolvendo aspectos da cultura da época e o local em que elas foram concebidas, assim como também a subjetividade de quem as criou.

Alguns exemplos claros nesse sentido são as músicas que retratam a Ditadura Militar no Brasil. Chico Buarque reúne algumas das principais canções nesse sentido, que podem não só ensinar história, mas fazer as pessoas mergulharem no espírito da época.

A música, assim como o cinema e o livro, é capaz de penetrar a nossa alma e de nos fazer sentir o que muitos sentiram. O processo de formação não é apenas educacional, mas também social, cultural e afetivo.

O Brasil está cheio de exemplos de músicas que retratam as mais diversas realidades, como a escravidão, o sistema político, a consciência negra, as relações de poder dentro de uma sociedade, a sobreposição de certos grupos em detrimento de outros e a luta das mulheres, por exemplo.

Elas, além de marcarem gerações, servem como memória de um tempo e de um lugar. Assim, podem ser utilizadas para aprimorar o ensino de disciplinas como geopolítica, português, sociologia, história, geografia, literatura etc.

Agora que sabe que pode explorar as músicas para ensinar criativamente aos seus alunos, não deixe de fazer isso. As suas aulas podem servir de exemplo para muitos professores que não têm essa sensibilidade, mas que agora podem desenvolver quando você passar a compartilhar com eles essas informações.

Gostou deste texto? Aproveite e confira outros acessando agora mesmo o nosso site! Faça isso e tenha bem diante de você os melhores conteúdos sobre esse tema.

Se você gostou deste post:

– siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

– Conheça o trabalho da Sociedade Artística Brasileira (SABRA) e todas as iniciativas culturais e sociais que ela mantém. Acesse nosso site!

– entre em contato com a gente. E veja quais são as opções de ajuda na manutenção de nossas ações sociais e culturais. Basta acessar nossa página Doe Agora!

– Compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!