Menu fechado

Tipos de voz: você sabe qual é a sua no canto?

Tipo de voz

Exercícios e aulas de canto ajudam a treinar e aperfeiçoar diversos aspectos ligados à voz, como postura, respiração e afinação. Porém, cada pessoa nasce com a capacidade de atingir uma extensão de tons mais agudos ou mais graves, recebendo, a partir disto, uma classificação vocal.

Existem basicamente seis categorias, sendo três masculinas e três femininas. Descubra nesse artigo quais são elas e como você pode descobrir a sua.
Classificação vocal

A classificação básica da voz humana para o canto é feita em aguda, média e grave. A voz feminina mais aguda é chamada de Soprano e a masculina de Tenor. Já a mais grave é Contralto para mulheres e Baixo para homens. Por fim, a voz intermediária feminina é a Mezzo-soprano e a masculina é Barítono.

Essa categoria é válida para todos os cantos, porém algumas vertentes têm nomenclaturas adicionais para definir ainda mais as particularidades de cada voz e determinar os papéis que cada cantor pode assumir na ópera – na música popular a classificação é mais flexível. A soprano, por exemplo, pode ser dividida entre Ligeiro, Spinto, Lírico, Dramático, entre outras.

No Brasil, a voz feminina mais comum é a Soprano, como a da cantora Sandy e de Marisa Monte. A Contralto é o tipo mais raro em todo mundo – inclusive muitas cantoras no papel de contralto são na verdade mezzo-soprano, e referências pop como Ana Carolina, Adele e Amy Winehouse são exemplos dessa categoria. Já de Mezzo-soprano podemos citar Daniela Mercury, Madonna, Beyoncé e Katy Perry.

Para os homens, a voz mais aguda é o Tenor, que na ópera adquire outras especificidades, como Tenor Dramático, Heldentenor, Ligeiro, entre outros. São tenores famosos Andrea Bocelli, Axl Rose e Michael Jackson. Já entre os Barítonos, podemos citar Chico Buarque, Jim Morrison, Eddie Veder e Frank Sinatra.

Por fim, o Baixo é o tipo mais raro de voz masculina, com pouca ocorrência no Brasil e maior abundância na Rússia e nos países nórdicos. O Baixo Profundo é a forma com menos registros. Tim Maia e Arnaldo Antunes são exemplos de Baixos da música pop, além de estrangeiros como Johnny Cash e Louis Armstrong.
Como descobrir a sua voz?

Cada pessoa nasce com uma voz própria, que resulta de várias características físicas, como tamanho das cordas vocais e da caixa torácica. Por isso, é fundamental conhecer e reconhecer os seus limites, sob o risco de desenvolver problemas vocais caso tente forçar um timbre muito diferente do natural.

A tarefa de descobrir o “tipo de voz” pode ser mais simples para algumas pessoas e bastante complexa para outras. Geralmente não se identifica a voz de crianças e adolescentes porque ainda estão em processo de crescimento e a voz sofrerá alterações. Por isso, somente na idade adulta é possível avaliar com precisão.

Os principais fatores para determinar a classificação vocal é a tessitura (conjunto de notas que a pessoa consegue emitir de forma natural, confortável e harmônica) e a extensão vocal (conjunto de notas que a pessoa consegue emitir independentemente da qualidade). São também elementos secundários a altura da voz, a amplitude, a intensidade e as características morfológicas.

Além dos ouvidos treinados de um professor, que podem ajudá-lo a identificar o seu tipo de voz, outra técnica utilizada é o acompanhamento das notas por um teclado.

Vozes masculinas do tipo Tenor sentem-se mais confortáveis cantando oitavas entre o Dó 2 e o Ré 4, Barítonos entre o Sol 1 e o Lá 3 e Baixos do Dó 1 ao Fá 3. Já vozes femininas do tipo Contralto funcionam bem para a extensão do Mi 2 ao Lá 4, Mezzo-soprano do Lá 2 ao Si 4 e Soprano entre Dó 3 e Fá 5.

Faça um teste junto ao instrumento, acompanhando as notas com a voz, e descubra entre quais notas encaixa-se melhor. Também é interessante gravar para posteriormente ouvir e avaliar.

4 Comentários

    • admin

      Bom dia, no momento todas as Escolas de Música estão em quarentena e isolamento social. Sugiro que procure informações na Escola de Música do Palácio das Artes ou na Fundação de Educação Artística.

  1. Rinovani Correia Bezerra

    Canto na igreja com minha esposa, eu baixo e ela contralto; ainda acho que não encaixei com ela nos cânticos. Se possível queria uma opinião sobre tal fato; grato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *