Atividades profissionais que os músicos podem seguir com uma carreira

Na hora de escolher uma profissão muitas pessoas logo apontam aquelas que possuem um mercado de trabalho supostamente mais amplo. Em geral, as carreiras atreladas às artes ficam em segundo plano, o que é uma injustiça e um equívoco. A música é um bom exemplo. Você sabia que há várias profissões que os músicos podem seguir?

Ficou curioso? Continue a leitura e se surpreenda com 3 alternativas de trabalho muito interessantes para quem estuda ou quer estudar música!

1. Professor de música

Uma das carreiras mais óbvias é a de professor. Tanto em termos financeiros quanto em relação à satisfação pessoal, ela pode ser igualmente recompensadora.

Um dos pontos mais interessantes da carreira de professor é que você pode dar aulas em qualquer lugar. A contratação de escolas e conservatórios de música são apenas algumas possibilidades. Outra opção válida são as aulas particulares.

No entanto, observe que o cargo de professor de música exige alguns requisitos. Um deles é o pleno domínio sobre o instrumento. Isso envolve as partes teórica e prática. Então, o professor deve conhecer muito bem as variantes musicais, como o ritmo, a harmonia e os diferentes timbres de cada instrumento. Vale lembrar que um violão não reproduz exatamente o mesmo som de outro, por exemplo.

Além disso, é imprescindível que você tenha uma habilidade interpessoal bem desenvolvida. Ela é essencial na hora de conversar com os estudantes, pois enriquece a capacidade expressiva. Desse modo, é possível ampliar a atenção e a concentração dos alunos voltadas ao conteúdo exibido nas aulas.

2. Instrumentista

Essa carreira está entre as profissões mais gratificantes do universo musical — em todos os aspectos possíveis. Na prática, muitos músicos atuam como instrumentistas de bandas e professores. Porém, essa conciliação se torna um pouco mais complicada nos casos em que o músico se dedica a alguma orquestra.

Como instrumentista, o profissional pode — entre outras possibilidades — ser requisitado para:

  • integrar orquestras;
  • gravar discos dos mais variados artistas;
  • fazer uma turnê com determinado grupo ou cantor;
  • ajudar na composição de trilhas sonoras;
  • criar melodias utilizadas em campanhas publicitárias.

3. Produtor musical

Ainda há a opção de seguir a carreira de produtor musical. Trata-se de uma área que chama a atenção de muitos estudantes de música. Parte do efeito atrativo se justifica pela rentabilidade proporcionada por essa profissão.

Para ser um produtor musical bem-sucedido, o músico deve exibir um domínio técnico muito aprofundado. A formação do profissional deve ser a melhor e mais abrangente possível. Afinal, ele pode se deparar com estilos musicais bem distintos entre si. Com o passar do tempo, ele também pode se especializar em uma vertente.

De qualquer modo, existem diferenciais que não podem faltar. Esses produtores precisam ter um ouvido musical bem peculiar. Essa habilidade é necessária para diferenciar as mais diversas sonoridades e buscar a melhor harmonia entre elas. Além disso, uma mente criatividade também é muito bem-vinda.

Cabe ao produtor musical a tarefa de mixar e masterizar o áudio. Além disso, todo o processo de condução das sessões de gravação também são dirigidos por ele. Para que o resultado final seja atingido, é vital que haja uma grande conexão entre os músicos e o produtor.

Você conheceu apenas 3 profissões do vasto universo musical. Mas a partir delas já é possível vislumbrar inúmeras outras possibilidades. Ao se atentar para a qualidade da sua formação como músico, você terá muitos caminhos diferentes para escolher.

 

Se você gostou deste post:

– siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

– Conheça o trabalho da Sociedade Artística Brasileira (SABRA) e todas as iniciativas culturais e sociais que ela mantém. Acesse nosso site!

– entre em contato com a gente. E veja quais são as opções de ajuda na manutenção de nossas ações sociais e culturais. Basta acessar nossa página Doe Agora!

– Compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!