Explicar o que é cultura pode ser uma tarefa difícil, dado o seu conceito amplo, mas ela é vital para a garantia de cidadania. A cultura pode alavancar a transformação social de uma comunidade. Fatores econômicos, políticos e sociais estagnam as comunidades que estão à margem da sociedade. Este é o resultado da feroz globalização e de políticas governamentais que não se dedicam a igualdade social. Qual a importância das ações culturais para o desenvolvimento da comunidade?

As ações culturais promovem a identificação com a comunidade

De modo a reverter este quadro e inserir adultos e jovens no centro de importância da roda que move o país, está o incentivo de ações culturais. Do desenvolvimento da cultura podem vir melhorias efetivas na educação, na saúde, no trabalho e na diminuição da violência nas cidades. Além do talvez mais importante: o encontro de sua identidade. Esta descoberta pode acontecer a nível pessoal, em comunidade e como individuo pertencente à uma nação.

O desenvolvimento da cultura nas comunidades trabalha de forma positiva no encontro com a identidade. Através da arte e de suas expressões, as pessoas passam a valorizar outros modos de fazer, pensar, se expressar e viver o mundo, diferente daqueles que conhece. Isto tem a ver com pertencimento. Conhecer a história, os personagens e as características que nasceram naquele lugar ou que podem ser inseridas faz acontecer o fenômeno. Os projetos ali desenvolvidos devem surgir com o entendimento dos próprios sonhos, objetivos e recursos.

As ações culturais podem promover ainda a ampliação da matriz de valores fundamentais para a vida em sociedade, dentre eles, o respeito, a liberdade e a ética. Os valores estruturam uma sociedade, uma vez que desenvolve atenção desde o comportamento, a luta por direitos e o entendimento dos direitos e deveres. Através da cultura, prospera a manutenção, a transmissão e a transformação de valores da sociedade.

As ações culturais geram futuro econômico

As ações culturais podem ainda desenvolver economicamente a região em que aquela comunidade está inserida. O setor cultural é criativo e atrai a atenção daqueles que estão fora do ambiente. A formação de músicos, atores, pintores, dançarinos e todo um vasto leque de artistas podem trazer retorno local ou onde for que ele se inserir futuramente. Isto quer dizer impactos importantes na arrecadação tributária, o fortalecimento na geração de emprego e de renda. Ainda está o fato que a arte e a cultura têm efeitos multiplicadores, capaz de formar e criar cadeias de novos agentes culturais.

Por isso que as ações culturais são usadas massivamente em favor da redução da pobreza e do aumento da qualidade de vida. O ex-presidente do Banco Mundial, James D. Wolfensohn, uma vez disse que “o autoconhecimento e o orgulho que derivam da identidade cultural dos povos são ingredientes fundamentais se a intenção é que as comunidades assumam sua autonomia e façam suas escolhas”. Portanto, trata-se também de desenvolver o pensamento crítico.

Há de se destacar ainda o desenvolvimento sustentável que as ações culturais promovem nas comunidades. O pouco impacto ambiental produzido e o fortalecimento de práticas que propiciam a qualidade de vida no momento presente são vantagens. Desta forma, os impactos para o futuro são imensos no sentido de ampliação dos horizontes como pessoa e como cidadão pertencente à uma comunidade.

Se você gostou deste post:

– siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

– Conheça o trabalho da Sociedade Artística Brasileira (SABRA) e todas as iniciativas culturais e sociais que ela mantém. Acesse nosso site!

– entre em contato com a gente. E veja quais são as opções de ajuda na manutenção de nossas ações sociais e culturais. Basta acessar nossa página Doe Agora!

– Compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!